domingo, 14 de dezembro de 2008

Cidade Luz


Passamos o ultimo final de semana em Paris. Matei a aula de sexta e fui encontrar com o Lu la.

Segui meu check list de essenciais em Paris: cafe da manha no Paul, ver a torre piscar, mousse de chocolate do Hipopotamus, moules frites, comer, comer, comer...



Eu amei as luzes de natal da Champs Elysees, parece que elas estão se mexendo, como gotas caindo, é lindo! Entendi o sentido de Cidade Luz.

Na sexta o Lu estava trabalhando e eu fui no Marmottan, um museu especializado em Monet. A primeira vez que eu vi um quadro do Monet eu chorei, achei tão emocionante ver a luz refletindo na agua e os tons de violeta... não consigo esquecer a emoção que foi. Nesse museu da pra ver a evolução das pinturas dele, tem a paleta de trabalho dele e exemplo de como armazenava a tinta, com tripa de porco, antes de inventarem os tubos de metal. A maioria das paisagens eu ja conhecia do outros museus, mas tinha algumas menos famosas que eu amei, como as rosas. Comprei uns postais e um livro com a explicação de como reproduzir o jardim da casa de Monet. Quem sabe um dia não conseguimos reproduzir algumas das ideias na nossa casa no dia que tivermos uma. Esse jardim o inpirou tanto, certamente nos inspirara tbem!

Ah, é proibido tirar foto no museu do Monet, por isso so tirei foto da porta, azul com leão, bem charmosa :-)

Acabei a sexta passeando na igreja de Santo Augustin, nunca tinha ouvido falar, mas passei na frente e achei legal entrei, estava so vagando pela cidade mesmo. Adorei a igreja. Sabia que o teto tem 100 metros de altura? Pois é, muuuito alto!

Encontrei o Lu no metro da Geoge V pra jantarmos no Hipopotamus, estava fenomenal, bifão com ratatule e o mousse, humm, divino!

Ainda ficamos vagando depois passando frio, tirando foto e comendo churros.




No sabado fomos no Versailles, não foi a melhor epoca pra irmos pois o jardim estava bem feio, sem flores. Pra completar estava chovendo demais pra conseguir chegar do outro lado do palacio, mas conseguimos ver o museu todo. A sala de espelhos é linda, o quarto da rainha tbem.

No domingo so dormimos, estava chovendo e tudo que eu queria era ficar com o Lu mais um pouquinho antes de voltar pra ficar sozinha e deixa-lo la trabalhando sozinho.

Chegando aqui comecei a procurar as chaves e adivinha? Esqueci la no hotel, deixei sobre a mesa do hotel quando cheguei e fomos colocando coisas em cima e em cima e acabei esquecendo. Liguei pro seguro e eles me mandaram o serviço, mas não estava incluso e tive que pagar a parte, você não vai acreditar, sabe quanto custa um chaveiro aqui??? Eu sabia que era caro e pensei que morreria uns 50 francos quando a atendente disse que eu teria que pagar e ela preferia me informar o valor pelo telefone antes de enviar o engenheiro, perguntei 'how much?' e ela disse 600 francos!!! Levei um susto tão grande, acabou custando 516,50. Mesmo assim muuuuito caro. Chorei de raiva ao pagar, literalmente, pq podia ter gasto esse dinheirão todo em algo muito melhor do que 3 chaves.

La flute avec du chocolat chaud. hummm

4 comentários:

Michele Anjos disse...

Vocês são chiquéeeeerrimos, adorei os vídeos Vi, cheguei a ficar arrepiada no segundo, que lindo!!!
Beijinhos

Vivian Teixeira disse...

Mi, eu fico euforica quando vejo, é muito lindo a torre piscando mesmo.
Bjos

Erika disse...

Vi, que coisa linda!!!! Cada vez que vejo seus posts fico com mais vontade de conhecer a Europa. Vc eh muito previlegiada em poder visitar todos esses lugares maravilhosos... vc merece! :)

Sem falar que vc eh super chique: cafe da manha no lugar X, mousse no lugar Y, depois passar no W... conhece TUDO essa menina! Expert em Paris! Chiquerrima!!

Mas nao acreditei no preco das chaves! Eles nao tem vergonha, nao?! Mas sabe que depois que vi os videos ate achei que 600 francos foi um preco justo pela beleza das luzes ;)

Super beijo!
Erika

Vivian Teixeira disse...

Erika,
Não conheço muito não, o pessoal que mora la é que manja muito. Toda vez aprendo alguma coisa nova.
O lance da chave foi sacanagem mesmo, se fosse dia de semana em horario comercial custaria menos da metade!
Bjo