quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Neve de Outono


Ontem fui até o centro de Zurique fazer umas compras e o Lu me ligou eu estava em frente a estação de trem, na rua mais famosa daqui, na hora do almoço. Estava chovendo e eu parei em frente uma loja pra me proteger enquanto conversava no celular. Do nada a chuva virou neve! Tão lindo! Turistas paravam pra tirar fotos sorrindo mesmo encharcados da chuva que caiu a manhã toda.

Apesar do frio também curti bastante a pequena nevasca de outono. No final do dia fui com o Lu no museu, jantamos no Movie e voltamos pra casa correndo pra aquecer pq a neve estava caindo forte.

Hoje de manhã o resultado: tudo branco, parece filme de natal!

Acho que pela falta de costume acabamos esquecendo como é e voltamos a cometer os mesmos erros do ano anterior, como esquecer a luva em casa, não proteger boca e nariz, colocar tenis sem ser impermeavel... So rindo mesmo.



segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Garota Enxaqueca


Sexta-feira estava super bem disposta, fomos no aniversario da Elena, uma italina muito simpatica que conhecemos atraves do Daniel. Foi uma festa sem frescura e eu adorei: vinho em copo de plastico, pratos descartaveis, casa cheia de gente diferente. Muito agradavel mesmo. No final da noite foi me dando um cansaço de começo de gripe muito chato e fomos embora.

Foi o inicio do meu final de semana de enxaqueca. Sabado acordei e com o leite tomei minha primeira neosaldina do dia. O Lu levantou tarde e ainda tinha que trabalhar então em vez de cafe da manha fiz um macarrão pra ele e junto veio a segunda neosaldina. Nada de melhorar, mas deu uma enganada. Iamos almoçar no Eduardo, ele é mineiro e tinha Tutu de feijão, então o macarrão foi so pra enrolar até o Lu acabar o serviço. No meio da tarde fomos pra casa do Eduardo e o Tutu estava maravilhoso. Comi 2 pratos de pedreiro cobertos com pimenta!

Não demorou muito pra dor de cabeça voltar, o remedio so me segurava boa por poucas horas, então voltamos pra casa e dessa vez tentei resolver com uma aspirina. Não deu certo. Depois de tantos remedios tomei um pro estomago e fui pra cama ficar no escuro que nessas horas é a melhor coisa a fazer.


Foi uma noite pessima, mas resolvi não tomar nada no domingo, então saimos de casa pra eu esquecer a minha cabeça um pouco. Fomos almoçar e tirar fotos em Rappperswil, uma cidade que fica na outra ponta do lago Zurique e que eu ja visitei outras vezes, mas nunca com o Lu.


Adorei o passeio, dai fiquei pensando "pq eu gosto tanto dessa cidade?" e tirei umas fotos dos detalhes que fazem com que eu me sinta bem la. As fotos estao distribuidas pelo post, assim vocês podem curtir Rapperswil como eu curto.


Até que enfim hoje, segunda, acordei sem dor de cabeça. Eu acho que foi muito queijo, ou algum queijo especifico, que eu comi na festa da sexta. Os queijos aqui são fortes e gordurosos. Comemos queijo em casa todo dia, mas é uma versão light. Morar na Suiça e não comer queijo é pecado.


Temos ouvido falar bastante do Brasil na TV, vimos um programa sobre a Amazonia que ficamos encantados. O apresentador, Bruce Parry, ficou 8 meses filmando na Amazonia e encarou as profissoes da floresta, como garimpeiro ilegal, peão, caçador de jacaré, pescador... Eh uma visão bem menos romantica da que a gente ve no Brasil. Até chorei ao ver matarem jacaré pra servir de isca pra pesca ilegal na venda de peixes pra Venezuela. Infelizmente não achei na web pra ver, mas pra quem mora em UK da pra assistir pelo BBC iplayer. Agora me responde, se o cara sai daqui pra ver tudo isso ai, como é que as autoridades dai não veem? Bando de bandidos, da vergonha!

Também assisti a um programa sobre cinema brasileiro, pena so falarem do Rio de Janeiro e das favelas, não posso acreditar que so tenha isso pra ser mostrado num pais tão lindo, mas é bom ver o reconhecimento dos diretores brasileiros no exterior. CNN Screening Room

Bom é isso, o post desanimado não combinou muito com as fotos, mas aproveitei mais as fotos pq Rapperswil é um charme. Ah! e não esqueçam de deixar um comentario :-)








Aqui em Zurique as igrejas mais famosas são protestantes, enquanto que em Rapperswil voce encontra bastante referencias catolicas. Essa igreja da foto é do século 13.


Foi bem divertido alimentar os bambis, eles são muito bonitinhos e tinhas crianças gritando 'little cute', muito cute!

domingo, 19 de outubro de 2008

Oktoberfest em Zurich

Quando as imagens valem mais do que qualquer palavra:


video


Chegamos no Bauschaensli, onde ta rolando 30 dias Oktoberfest na beira do lago Zurich, as 5 da tarde. Tinha fila e uma placa dizendo que pra entrar sem reserva, nosso caso, so até as 4. O Juerg perguntou e avisaram que entre 7 e 8 reabririam o portão para os sem reserva. Então fomos jantar num restaurante de comida tipica suiça.


Eu estava sem fome, ja que tinha almoçado não fazia nem 2 horas. Beliscamos uma salsicha com batata e o Lu matou seu primeiro 1,5 litro de cerveja da noite - aquecimento :-)

Voltamos pro Bauschaensli e conseguimos entrar. Foi bem chato no inicio, pq sem mesa você tem que ficar em pé num bar, nem no salão pode entrar. Enquanto todos estão dentro dançando, comendo e bebendo (não necessariamente nessa ordem), você fica isolado num bar lotado de bebados ao lado do banheiro... Resolvemos tomar uma cerveja pra ver se melhorava, enquanto isso o Lineu ligou. Parecia cronometrado, ele chegou quando o litro de cerveja acabou, finalmente uma mesa desoculpou e conseguimos sentar. Era 8:30. Dai em diante ficou muito melhor.

Finalmente conseguimos aproveitar o Oktoberfest.

O saldo final: muitos brindes e 10 litros de cerveja! So o Lu contribuiu bebendo 4,5 deles. Eu sobria fiz o filme acima, então da pra entender pq eu não preciseio de alcool :-)

Não temos ideia do que as musicas alemães diziam, mas as coreografias eram muito engraçada e nos divertimos muuuuuito.

As onze eles fecharam e botaram todos pra correr. Otimo pois ainda tinha bonde pra voltar pra casa.

Nosso Oktoberfest anterior foi muito traumatico. Em Munich, não conseguimos mesa e la ainda é pior, pois se não tem mesa não tem nem cerveja, então era um saco convencer as garçonetes alemães a vender cerveja pra gente. Dessa vez foi muito melhor e eu adorei!

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

O Retorno

O bolo.

Essa semana rolou muitas coisas, parei de comer, retornei a comer, o lu retornou, então dividi em 2 posts: um com a dieta meio arriscada que fiz de segunda a sexta e outro com o final de semana.

Sabado fui numa prova de vinho. Foi minha primeira prova de vinho na vida e eu acertei 2 de 12 (acho que eram 12), fui melhor do que eu imaginava! No fundo eu so consegui provar 5 vinhos, por causa da dieta fiquei alegrinha depois do terceiro vinho (colocava so um pouquinho na taça). Retornar a comer depois de 5 dias na sopa não é facil, não desce.

Foi organizado pelo Ronan e a Mari e eles foram impecaveis! A casa estava toda decorada, eles estavam lindos, muitos pestiscos deliciosos que ela ia preparando servindo na hora, super ultra bom!

Fiquei de levar um pão recheado com linguiça espanhola (o tema era Vinhos Espanhois), mas achei que o pão em formato de rocambole poderia fazer muita sujeira na hora de servir, então fiz 2 receitas de esfirra enrolando no formato de empanada (ou pastel de forno como preferir). Suei tanto pra fazer essas receitas. Fui mané e em vez de fazer uma e depois outra, fiz 2 vezes a quantidade. Imagina: cada massa rende 40 esfirras!! Resultado, fiz ginastica pra semana toda amassando quase 2 kilos de farinha de uma vez. Como o formato é diferente rendeu uns 60 pasteis, separei umas pro Lu e levei o restante pra festa.

A pedidos repeti o bolo de chocolate (receita no Temperos do Mundo), alias é a 3 x que faço esse bolo em menos de 1 mes, ele ta fazendo o maior sucesso por aqui. Todo mundo pede mais.

Domingo cedo o Lu ligou, ja estava em Paris, faltava so um pouco pra chegar aqui, nem dormi direito, deitei as 2:40 e levantei as 8! Chegou quebrado e todo confuso com o fuso horario.

Preparei uma panelona de risoto com ervilha e queijos e servi pra ele com couve de bruxelas. Li que pro efeito do jet lag passar logo é bom tomar sol e comer carboidrato, sol não tinha, mas o outro não faltou.

Amei meus presentes, ganhei um ipod com caixa amplificadora pra não precisar mais ligar o notebook na tv pra ouvir musica, molhos e biscoitinhos super gordurosos como deve ser comida americana.

Estou viciada em X Factor, um programa de calouros ingles no estilo American Idol. Na verdade o que mais gosto de ver é comportamento do Simon, ele é mean, destroi os candidatos de um jeito que nenhum outro consegue. Assistimos a reprise ontem a noite, muito divertido!

O pastel de forno de linguiça com azeitonas pretas espanholas.

Dieta da Sopa

No final de cada estação tem uma promoção pra queimar os estoques das lojas, então no começo desse ano comprei umas calças, que ainda não deu tempo de usar. Agora que o frio esta voltando quem disse que eu entro nelas??? De jeito nenhum, não passa nem das coxas! Então resolvi fazer uma regime brabo de uma semana para tentar perder o maximo de peso possivel e fazer meu corpo desacostumar com a comilança.

Procurei na internet 'como perder 4 quilos em uma semana' e achei alguns depoimentos sobre a dieta da sopa e algumas adaptações pra não radicalizar. Resolvi tentar. Fiz assim:

Manha: sanduiche (2 paes de forma de milho completo tostados com meia colher de café de manteiga recheado com 1 fatia pequena e finissima de queijo 26% fet) + 300 ml de suco de laranja sem açucar.

Almoço: sopa a vontade.
Nos primeiros 2 dias comi uma pequena salada (rucula com beterraba) + sopa.

Café da tarde: um iogurte ou 10 uvas ou amora ou 1 tomate ou 1 cenoura

Jantar: sopa a vontade.

Antes de dormir: 200 ml de leite desnatado

Minha sopa era sempre fresca, nada de deixar sopra pra 3 dias na geladeira, fazia no dia pra não perder nada em nutrientes. Tbem variei o sabor da sopa todo dia! Os ingredientes principais eram: repolho, cenoura e caldo (legumes ou galinha). Alem disso sempre acrescentava pelo menos outros 3 legumes como cebola, alho, couve, abobrinha, beringela. Não usei aquele pacotinho de creme de cebola pq detesto aquilo, acho que fica com sabor muito artificial.

Pra engrossar o caldo da sopa cozinhe alguns ingredientes, bata e cozinhe os demais nesse creme batido. As vezes comia sopa sem passar no liquidificador numa refeiçao e passando na outra, assim variava a textura.

Essa dieta é muito baixa em proteina, então uma vez por dia acrescentava alguma proteina na sopa, ovo ou meio bife de frango.

Sai pra jantar fora um dia e como não sou radical não levei uma garrafa de sopa como as doidas dos sites de dieta, pedi uma sala de folhas com molho de mostarda sem mel e pronto.

Notei que não demorou pro meu intestino sentir a falta de gordura e parar de funcionar, por isso usei iogurte integral ou uma colher de azeite de oliva num prato de sopa por dia.

Fiz isso de segunda até sexta, perdi 1 cm de cintura e 2 de quadril! Mas não faria isso se o Lu estivesse me casa, afinal não ha casamento que resista a sopa de repolho todo dia :-)

Tudo muito bom, mas ainda não entro nas calças... Agora elas entram mas não abotoam então ta faltando bem pouquinho.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Desintoxicação

No primeiro dia sozinha ainda não tinha me dado conta do tamanho do desafio que teria pela frente. Achei que fosse so preguiça tipica de domingo. Mas nos dois dias seguintes é que meu corpo fisicamente ficou abalado.

Um efeito cadeia se deslanchou. Primeiro o desanimo e a falta de fome, em seguida a dor de cabeça, parte por comer pouco e parte pela mudança de rotina. Então veio o sono, longas noites: 12 horas seguidas dormindo. Pra mim dormir 8 horas é sempre uma vitoria pq durme realmente pouco e sei que se passar de 8 horas na cama terei um dia ruim, simplesmente meu corpo fica pirado.

Depois veio a saudade, essa é a pior pq não tem aspirina que resolva. Quando a saudade bate você sente dor por não compartilhar coisas que a outra pessoa nem sabe que existe. Quarta fui num bar chamado Movie, o layout do lugar é a cara do Lu, mas falta as cervejas que ele gosta no cardapio. Sabado jantei feijoada e picanha, nem gosto muito de feijão preto, mas estava delicioso, acho que comi uns 3 pratos! E ainda tinha pudim, sobremesa preferida do Lu. O pior foi domingo, a tempo o Lu esta pedindo pastel e ontem jantei pastel com coxinha! Nessas horas é duro até achar assunto pq tudo que você pensa é: o Lu ia adorar! Apesar de dolorida a saudade é muito boa, pq faz amar ainda mais e querer compartilhar mais.

Ainda não achei um nome pra fase atual, estou entre tristesa e depressão, pq toda a saudade não foi embora, não foi 'resolvida'. Então a vontade que da é de sumir, desaparecer da face da terra. Talvez o melhor fosse nunca ter existido.

Logo vira' o conformismo. Eh aquela fase em que você assume de vez o controle remoto e não acha justo uma 'pessoa de fora' querer escolher o programa na tv.

Ja estou tao acostumada com minhas crises de abstinência que sei que ela vai embora, conheço as fases e ainda assim me surpreendo quando elas chegam. Acho que consigo melhorar os sintomas se mantiver minha mente ocupada com outras coisas, como trabalho e estudo. Entretanto ainda terei que dormir na nossa cama, tomar nosso cafe da manha, rir dos nossos programas de tv,... tudo sozinha.

Não sei dizer se a droga que me viciou foi o Lu ou o amor com que ele me cuida, mas sei que ele é a unica cura.

Antes do pastel assisti um jogo de Rugby nesse parque. O outono esta lindo!

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Schwamendinger


Sabiamos, quando chegamos, que achar um apartamento aqui seria um desafio, porque ha muito procura e pouco espaço, então quando aplicamos pra esse apartamento e fomos aceitos 10 minutos depois ficamos super felizes, mesmo na epoca ele tendo um carpete velho e rosa com papel de parede de florzinha todo detonado pelo gato do antigo morador. Ainda era um achado.

Depois que nos mudamos começamos a ouvir falar mais do nosso bairro, nada positivo e ficamos impressionado com a imagem dele pro povo de Zurich. Ja nos disseram que "nao entendem pq moramos aqui" ou "aqui é bairro de traficantes e é perigoso". Nos não vemos nada disso por aqui e eu acho os comentarios extremamente injustos com um bairro tão bonitinho.

Quem dera que no Brasil bairro de traficante fosse assim:

Ponto de bonde. São 2 bondes e 3 onibus que servem o bairro.

Nessa praça tem 4 supermercados (Migros, Coop, 2 Denners e um mercadinho asiatico), uma quadra daqui tem uma padaria e toda sexta e/ou sabado tem algum evento. Nessa sabado em que tirei a foto teve mercado de pulgas.

Esse é o caminho que fazemos pra ir pra casa, nessa rua tem escola, piscina publica, escola de natação, casa de idosos e campo de futebol. Tudo limpo e organizado.

Aqui, como em toda Zurich as casas não tem jardim, então você pode alugar um pedaço de terra e fazer seu jardim (tem fila pra conseguir um). Esse lote aqui perto de casa é cheio de pequenos lotes com horta e flores.

No dia que chegamos em Zurich pegamos uma entrada errada e caimos num loteamento de jardins enorme. Cada pequeno lote tinha uma casinha de madeira, onde eles usam pra fazer churrasco no verao ou guardar as ferramentas. Estava escuro então o farol do carro que chegamos refletia nas casas parecendo um bairro abandonado, fiquei super assustada e fiz o Lu sair daquela rua pois pra mim parecia uma favela :-) Quando chegamos no Juerg ele riu até de mim, porque aqui não tem favela, era so um jardim sem ninguem pois estavamos no inverno.


Essa é nossa rua.

E essa a entrada do nosso prédio.

O que aqui tem de diferente dos outros bairros: muito imigrante, volta e meia alguem pede dinheiro no ponto de onibus mesmo isso sendo proibido por lei e sempre tem umas pessoas feias e mal vestidas tomando cerveja na praça.