quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Schwamendinger


Sabiamos, quando chegamos, que achar um apartamento aqui seria um desafio, porque ha muito procura e pouco espaço, então quando aplicamos pra esse apartamento e fomos aceitos 10 minutos depois ficamos super felizes, mesmo na epoca ele tendo um carpete velho e rosa com papel de parede de florzinha todo detonado pelo gato do antigo morador. Ainda era um achado.

Depois que nos mudamos começamos a ouvir falar mais do nosso bairro, nada positivo e ficamos impressionado com a imagem dele pro povo de Zurich. Ja nos disseram que "nao entendem pq moramos aqui" ou "aqui é bairro de traficantes e é perigoso". Nos não vemos nada disso por aqui e eu acho os comentarios extremamente injustos com um bairro tão bonitinho.

Quem dera que no Brasil bairro de traficante fosse assim:

Ponto de bonde. São 2 bondes e 3 onibus que servem o bairro.

Nessa praça tem 4 supermercados (Migros, Coop, 2 Denners e um mercadinho asiatico), uma quadra daqui tem uma padaria e toda sexta e/ou sabado tem algum evento. Nessa sabado em que tirei a foto teve mercado de pulgas.

Esse é o caminho que fazemos pra ir pra casa, nessa rua tem escola, piscina publica, escola de natação, casa de idosos e campo de futebol. Tudo limpo e organizado.

Aqui, como em toda Zurich as casas não tem jardim, então você pode alugar um pedaço de terra e fazer seu jardim (tem fila pra conseguir um). Esse lote aqui perto de casa é cheio de pequenos lotes com horta e flores.

No dia que chegamos em Zurich pegamos uma entrada errada e caimos num loteamento de jardins enorme. Cada pequeno lote tinha uma casinha de madeira, onde eles usam pra fazer churrasco no verao ou guardar as ferramentas. Estava escuro então o farol do carro que chegamos refletia nas casas parecendo um bairro abandonado, fiquei super assustada e fiz o Lu sair daquela rua pois pra mim parecia uma favela :-) Quando chegamos no Juerg ele riu até de mim, porque aqui não tem favela, era so um jardim sem ninguem pois estavamos no inverno.


Essa é nossa rua.

E essa a entrada do nosso prédio.

O que aqui tem de diferente dos outros bairros: muito imigrante, volta e meia alguem pede dinheiro no ponto de onibus mesmo isso sendo proibido por lei e sempre tem umas pessoas feias e mal vestidas tomando cerveja na praça.

Um comentário:

Erika disse...

Que bairro mais charmoso, Vi!
Realmente, nao vi nada parecido com os bairros de traficante que conheco :)

Sera que ainda vou conseguir te visitar e conhecer todos esses lugares? Espero que sim!

Bjo,
Erika